Caros colegas, entrei em uma comunidade uns meses atras, porque sempre curti a cultura nacional e como tal acabei me envolvendo no que seria o cordel, porém nunca tentei escrever nada do gênero… pois bem, bolei um pequeno texto, é o primeiro, portanto, se não ficou legal fazer o que… deixa isso de lado e tentemos de novo… rsrsrs

ae vai!

Tento agora iniciar
Na vida de versista
Amigos cá a ajudar
Para que eu não desista
Dessa nova caminhada
Mesmo que maltratada
Não é de um artista

Pois bem dou início
Nessa nova labuta
Será agora um vício
Essa grande disputa
Só me falta aprender
E em minh’alma receber
O dom da nova luta

Essa luta é segura
Os amigos que aguardem
Criei uma nova cura
Porém se já nao sabem
Não cheguem tão eufóricos
Pois os brados heróicos
Conto que não se calem

Essa cura é o versar
Um suave acalanto
Que procura abrandar
As lágrimas e o pranto
Então se aconchegue
Para que o verso chegue
Sem causar um só espanto

Amigos, vos peço a mão
É o que mais desejo
Que nessa nova missão
Não me torne realejo
E do meu próprio viver
Possa por bem conceber
Em um outro lampejo

Um lampejo discreto
Donde tiro a clareza
E assim torne concreto
Um verso de tal beleza
Tipo os olhos da morena
Aquela doce pequena
Que versa com firmeza

Então aqui ponho o fim
No início do dilema
Espero ouvir assim
Seu verso não há problema
Mas vou me adiantando
Prometo ir melhorando
Minha moda de poema

Então é isso… abraços a todos!

Anúncios