Quando é que o ser humano sabe como dar a volta nos problemas cotidianos? Seria no momento em que ele os distingue do que é mais importante em determinado momento, ou seria quando os problemas se acumulam de tal maneira que é praticamente impossível se livrar deles sem que permaneçam seqüelas que podem atormentá-lo por tempos?

É claro que o mais prático seria evitar os problemas ou na melhor das hipóteses enfrentá-los de modo a vencê-los sem que haja tempo de armarem defesas contra suas investidas. Pois bem, o tal dia 28 de março foi um dia a ser esquecido, pois dos problemas que surgiram desde o momento em que os olhos foram abertos até o final da tarde deixaram meu corpo extremamente cansado, e a mente praticamente incapaz de deglutir certos pensamentos ou sugestões dadas por determinadas pessoas. O que me alegra é que esse sentimento, a partir do momento que retornei à minha casa, foi se esvaindo e permitindo que pudesse me sentar e ler um pouco, além de ter uma rápida e divertida conversa com meus velhos na sala de casa!

Realmente pessoal, não há lugar como o lar… mesmo que às vezes ele pareça piorar um dia de má sorte, geralmente o conforto do mesmo nos ajuda a relaxar, se bem que uma brahma gelada ontem a noite não seria de ser ignorada, mas mesmo assim consegui burlar os demais problemas e dormir tranquilamente, esperando que o dia de hoje seja menos complexo fora dos portões de minha casa!

Anúncios